Resultados
Gama

Honda CR-Z: um carro híbrido desportivo

carro branco honda cr-z de perfil

A passagem da Honda pelo mundo da Fórmula 1 deixou na gama Honda o legado e a paixão de Soichiro Honda pelo mundo da competição.

Um visual desportivo, reforçado com motorização com um desempenho digno das pistas de corridas, as melhores inovações tecnológicas e tecnologias de segurança únicas, marcaram os carros desportivos da marca, surgidos depois do Honda NSX.

Fique a conhecer a história do primeiro carro híbrido desportivo do mundo, o Honda CR-Z.

O primeiro carro híbrido com estilo desportivo

Com o público conquistado pelos seus carros desportivos, a Honda avançava nos seus desenvolvimentos com tecnologia híbrida. Não esquecendo o ADN desportivo que faz parte da marca, os engenheiros da Honda apresentaram o primeiro protótipo de um carro híbrido desportivo, no Tokyo Motor Show de 2007.

Os primeiros passos do Honda CR-Z (sigla para Compact Renaissance Zero) estavam dados, para o que prometia ser um inovador automóvel compacto, movido a gasolina, com um sistema hibrido integrado, naquele que foi um percurso pioneiro da marca na ecomobilidade.

Este carro híbrido desportivo, foi inspirado na segunda geração do Honda CR-X, tanto pela semelhança no nome, como pelo desenho exterior. Foi o terceiro veículo híbrido da Honda a ser lançado no mercado, em conjunto com o Civic Hybrid e o Insight.

Descubra tudo sobre os carros híbridos e as principais diferenças entre os carros elétricos e híbridos.

carro honda cr-z azul

Um veículo híbrido com uma performance única

O Honda CR-Z apresentou-se com as vantagens de uma motorização híbrida a gasolina-elétrica, que a tornava mais limpa e eficiente. A potência do seu motor de combustão e do sistema IMA atingia os 124 CV, com um binário de 174 Nm, muito semelhante às versões do Honda Civic.

No entanto, a principal diferença entre o CR-Z e o Civic passava pelas emissões de gases poluentes: o carro híbrido desportivo da Honda emitia menos 35 g/km de CO2. Pela primeira vez, um sistema híbrido paralelo, económico e de baixas emissões combinava com uma caixa de velocidades manual de 6 velocidades ultra-precisa.

A caixa de velocidades manual foi complementada por um motor i-VTEC de combustão interna, com 4 cilindros e 1.5 litros de cilindrada, uma novidade na Europa. O CR-Z foi o primeiro carro híbrido desportivo de caixa manual a ser lançado.

Esta combinação que, atualmente, é bastante comum foi inovação da Honda. As motorizações híbridas raramente eram emparelhadas com uma caixa de velocidades de manual. Não só começou com o Insight em 2000, mas até hoje, o CR-Z é uma confirmação que esta combinação continua a ser um sucesso.

A inovação também passava por maximizar a experiência do condutor e a sua envolvência com a condução. Para isso, a Honda criou o Honda CR-Z com um sistema de três modos de condução.

  1. Modo “SPORT”: oferecia respostas mais rápidas do acelerador, alterava o comportamento do sistema híbrido IMA, proporcionando maior assistência do motor elétrico e aumentando o peso da direção assistida elétrica. Ideal para condução em estrada aberta.
  2. Modo “ECON”: até o condutor mais entusiasta pode encontrar regularmente trânsito intenso, onde a maximização da economia de combustível é mais desejável do que a trajetória perfeita. Este modo foi criado para dar prioridade à economia de combustível no funcionamento do acelerador eletrónico, da unidade de controlo, do ar condicionado e do sistema híbrido.
  3. Modo “Normal”: proporcionava um equilíbrio entre performances, economia e emissões, sendo o modo mais adequado à maioria das situações de condução.

painel com os modos de condução do carro honda cr-z

Dos anos 80 a 2010: design intemporal

O design exterior do CR-Z evocava, deliberadamente, o estilo simbólico do Honda CR-X dos anos 80, que foi desenvolvido, originalmente, para ser um veículo compacto e elegante.

As suas dimensões compactas e o seu baixo peso, bem como o design aerodinâmico da sua construção ofereciam o duplo benefício de melhorar as performances e de reduzir os consumos de combustível e as emissões.

O habitáculo deste carro híbrido surpreendia com a sua configuração de 2+2, com pontos de fixação ISOFIX, para instalação de cadeiras de criança, e com os seus bancos traseiros rebatíveis, que permitiam obter uma bagageira com 382 litros de capacidade.

Um dos elementos mais apelativos deste modelo passa pelo design do painel de instrumentos “high-tech 3D”. Os mostradores do CR-Z foram concebidos para serem mais do que apenas atraentes, com a iluminação dos mostradores a desempenhar um papel preponderante no sistema de 3 modos de condução e nas funções do sistema de assistência à condução ECOlógica, que dava uma orientação detalhada sobre o estilo de condução praticado.

O CR-Z fez as delícias dos fãs de carros desportivos e da ecomobilidade, juntando-se a outros modelos da Honda como o desportivo NSX, criado com a ajuda do piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna, em 1989, o lendário Honda Type R e ainda o Honda S2000.

Na gama de carros ecológicos, a marca dispõe do Honda CR-V Hybrid e dá a conhecer o seu citadino Honda Jazz em versão híbrida.

Honda Portugal Automóveis
Honda Portugal Automóveis A Honda chegou a Portugal em 1968, preparada para conquistar os portugueses com a sua inovadora tecnologia e os melhores e mais fiáveis automóveis. Com uma longa história de sucesso no nosso país, a Honda conquistou uma verdadeira comunidade de fãs, que reconhecem na marca a fiabilidade, segurança e tecnologia que nos caracterizam. A competição e a performance estão no nosso ADN e é por isso que, diariamente, continuamos a trabalhar para que todas as viagens sejam verdadeiramente emocionantes. Ver perfil

Siga-nos no Instagram

@honda.pt